Login:             Não possui cadastro? Clique aqui
Home | Apresentação | Quem sou | Meu trabalho | Livros | Crônicas & Poesias
Auto-cura | Cadastre-se | Atividades e Palestras | Imprensa | Contato | Links
English Version

Assine minha e-news e descubra, sem nenhum custo, como atrair a prosperidade que sonha.
clique para comprar
clique para comprar
Siga-nos no Facebook!Siga-nos no Twitter!
< Voltar à listagem dos posts
10/07/2013 13:03:52
Hoje é Dia da Pizza e eu sou Celíaca
Tag: Texto

Será que posso comer só um pedacinho de pizza? O que acontecerá se eu experimentar uma pontinha? Pois é, celíaco é quem não pode ingerir o glúten, proteína encontrada na farinha de trigo, aveia e cevada. Portanto, pizzas vêm recheadinhas de glúten!

Há alguns anos, quando eu descobri que era celíaca, fiz uma pergunta semelhante ao médico que diagnosticou a doença e ele me respondeu o seguinte: “Se você comer trigo terá que lidar com as conseqüências no dia seguinte, como quem bebe muito na noite anterior!”

A doença celíaca, embora antiga, ainda é muito desconhecida entre a classe médica, pois considerada rara no passado, ela não fazia parte dos currículos regulares da formação. Portanto, respostas como a que recebi ficam por conta do desconhecimento. Assim como muitos, os médicos também não sabem as possíveis e sérias conseqüências da ingestão do glúten para quem é celíaco. Então, depois de quatro anos de muitas pesquisas, investigações e aprendizados com a doença celíaca aqui vai a minha resposta: “NÃO, se você é celíaco não pode provar nem mesmo um pedacinho de pizza! Aliás, nem entre numa pizzaria, pois o ar estará cheio de farinha de trigo, portanto contaminado com o glúten, considerado, por alguns, o veneno crônico do século XXI!

Eu sei, neste momento você deve estar pensando: “Ah, mas que radical, desassocia! Um pouquinho só não há de fazer tão mal assim!” Sim, este também foi um dos argumentos que ouvi! Então, vamos às explicações do por que é terminantemente proibido ingerir o glúten. Se você for celíaco ou intolerante ao glúten, claro!

A doença celíaca é multissistêmica, ou seja, ela é capaz de afetar diversos sistemas do corpo, mas o foco principal é o intestino delgado. O glúten é o fator desencadeante, portanto ele é o grande vilão da estória!

O trato intestinal - tubo de longo comprimento medindo em média 5 metros no indivíduo adulto - é a parte do corpo que se comunica com o meio externo e cujo papel, além da digestão e absorção de alimentos, é impedir que, por exemplo, bactérias, toxinas e outros agentes patológicos entrem em contato com o meio interno e ameacem a sobrevivência do organismo. Esta é uma das funções mais importantes do intestino! Quando o glúten é ingerido, as células do sistema imunológico, responsáveis pela defesa do corpo e presentes na sua maioria no trato digestivo, vêem a proteína do glúten como um suposto invasor e ali travam uma verdadeira batalha para expulsar o impostor. No combate, as vilosidades do intestino, responsáveis pela absorção de nutrientes necessários a um infinito número de processos metabólicos, começam a ser destruídas. E com o passar do tempo os problemas de má absorção começam a aparecer, claro!

Qualquer coisa que colocamos na boca e não é digerido segue diretamente até a outra ponta do tubo, o ânus. Mas quando a barreira de células que reveste o intestino delgado é rompida pela ação e interferência de substâncias como o glúten, as paredes do intestino se tornam permeáveis - alteração conhecida como “Síndrome do Intestino Permeável”- e não somente alimentos parcialmente digeridos, assim como moléculas grandes, por exemplo o glúten, escapam para a corrente sanguínea. Como essas proteínas e restos de alimentos não pertencem a este local, o corpo aciona uma verdadeira “SWAT” de células defensoras que no combate, agora na corrente sanguínea, acabam atacando tecidos que não eram o verdadeiro alvo: articulações, a glândula da tiróide, sistema nervoso central e etc.

De acordo com o pesquisador científico e médico pediatra gastroenterologista, Dr. Alessio Fasano o “Intestino Permeável” desempenha papel fundamental no desenvolvimento de diversas doenças auto-imunes, incluindo a Doença Celíaca e a Diabete Tipo 1.

Mas além dessa característica outro aspecto relevante do trato digestivo é que neste local abrigamos, aproximadamente, 100 trilhões de microorganismos que formam a chamada flora bacteriana ou flora intestinal, e apenas recentemente começamos a compreender o importante papel dessa “população fenomenal” que habita o intestino.

Pesquisas feitas nas últimas duas décadas revelaram que a saúde da flora intestinal é crucial para a saúde de um modo geral, e uma flora intestinal “doente” contribui com enorme gama de doenças incluindo a obesidade, a artrite reumatóide, a esclerose múltipla, o autismo, a depressão, a acne, a síndrome da fadiga crônica e outras.

Hoje, infelizmente, diversos fatores da vida moderna ameaçam a saúde da flora bacteriana e além do glúten outros responsáveis são:

  • Antibióticos
  • Pílulas anticoncepcionais e antiinflamatórias não esteróides - advil, tilenol e etc
  • Alto consumo de alimentos processados, refinados e açúcares
  • Estresse crônico.
  • Pouco consumo de fibras
  • Infecções crônicas


Portanto, se você é celíaco ou tem intolerância ao glúten e deseja manter a sua flora bacteriana saudável, afaste-se desse vilão e fique de olho nos demais. Adote uma dieta com produtos orgânicos e lembre-se de conferir o rótulo dos produtos. Nada vale mais do que a sua saúde! No Dia da Pizza reúna os amigos em casa e prepare deliciosas pizzas com massa sem glúten e Bon Appetit!!!!

Por Rosanne Martins


Declaração: Fora estudos práticos, as informações desse artigo foram baseadas em pesquisas conduzidas pelo autor e estas não devem substituir o seu relacionamento com médicos qualificados e não devem ser entendidas como um conselho médico. A intenção é partilhar conhecimento e informação vindos a partir de pesquisas e experiências do
autor. A autora encoraja a todos que façam suas próprias decisões médicas levando em conta suas próprias pesquisas auxiliadas por profissional médico qualificado.




Rosanne Martins
www.rosannemartins.com.br
Video Graphos Home | Apresentação | Quem sou | Meu trabalho | Livros | Crônicas & Poesias
Auto-cura | Cadastre-se | Atividades e Palestras | Imprensa | Contato | Links

English version
© 2018 Rosanne Martins - Direitos Reservados